Brasileiros comemoram título sobre Argentina e Renan aprova renovação da seleção

Brasileiros comemoram título sobre Argentina e Renan aprova renovação da seleção

Maique, João Rafael, Vaccari, Adriano, Flávio e Alan são algumas das caras novas que Dal Zotto apostou no Sul-Americano

Redação, Estadão Conteúdo

05 de setembro de 2021 | 18h09

O Brasil deixou os Jogos Olímpicos de Tóquio cabisbaixo com o quarto lugar no vôlei masculino. A redenção veio neste sábado com a conquista invicta no Campeonato Sul-Americano sobre a rival Argentina. Com partida impecável e vitória por 3 a 1 (25/17, 24/26, 25/18 e 25/18), os jogadores festejaram bastante a rápida volta por cima. O técnico Renan Dal Zotto aprovou a renovação do time, com muitas caras novas.

"Sou muito elétrico até no dia a dia e tento colocar essa minha alegria dentro de quadra para contagiar o time. A renovação é sempre importante e estou muito feliz com esse título", afirmou o líbero Maique, uma das novidades. "A sensação de estar na seleção e representar o nosso país é indescritível. Quero agradecer a toda comissão técnica, aos jogadores e aos torcedores por todo o apoio", seguiu.

Além de Maique, Dal Zotto ainda investiu em João Rafael, Vaccari, Adriano e Flávio e deu mais tempo de jogo para Alan. Entre os remanescentes de Tóquio, o levantador Bruninho foi eleito o MVP do Sul-Americano. E também comemorou muito, após sofrer com as críticas.

"Sabemos da responsabilidade que é vestir a camisa da seleção brasileira e nos dedicamos muito para isso, buscando vencer sempre que é possível. Foi uma conquista muito importante para dar moral aos mais jovens como o Vaccari e o Adriano, que foram muito bem", enfatizou Bruninho. "Começamos um novo ciclo com o pé direito. O Brasil entra sempre para vencer e quando conquistamos esse objetivo é muito bom."

Renan analisou essa primeira conquista do novo ciclo olímpico e mostrou-se extremamente satisfeito pelo presenciado em quadra nesses jogos em Brasília, sobretudo na decisão. "Jogos contra a Argentina são sempre difíceis, um clássico de muita disputa. Fiquei feliz com o voleibol que apresentamos e pela oportunidade de novos jogadores terem vivido essa experiência e emoção."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.