FIVB/Divulgação
FIVB/Divulgação

Brasileiros perdem e dão adeus à luta pelo pódio em etapa checa do vôlei de praia

Duplas do País não conseguem chegar às semifinais em Ostrava

Estadão Conteúdo

23 Junho 2018 | 18h10

O Brasil deu adeus neste sábado à luta por medalhas nos dois naipes da etapa de Ostrava, na República Tcheca, do Circuito Mundial de Vôlei de Praia. Nas chaves masculina e feminina, as duplas do País não conseguiram avançar às semifinais do evento de nível quatro estrelas da elite da modalidade.

+ Seleção masculina bate a Polônia na Liga das Nações

+ Seleção feminina faz primeiro treino na China para fase final da Liga das Nações

Entre os homens, Evandro e Vitor Felipe foram derrotados pelos checos Perusic e Schweiner por 2 sets a 0, com parciais de 22/20 e 21/15, em apenas 36 minutos, e encerraram participação na competição como quinto colocados. Horas mais cedo, a parceria brasileira bateu os holandeses Varenhorst e Bouter por 2 sets a 0, com 21/18 e 21/16, em 35 minutos, antes de cair em seguida nas quartas de final.

Já Pedro Solberg e Bruno Schmidt foram já nas oitavas de final da competição checa ao serem superados pelos poloneses Losiak e Kantor por 27/25 e 21/15, em 40 minutos.

Após as derrotas, Evandro e Vitor Felipe tiveram como consolo os fatos de que somaram 480 pontos no ranking da temporada e receberam cerca de R$ 22 mil de premiação. Já Pedro e Bruno contabilizaram mais 400 pontos e vão faturar aproximadamente R$ 14 mil.

FEMININO

Entre as mulheres, a parceria formada por Ágatha e Duda abriu o dia vencendo as norte-americanas Emily Stockman e Kelley Larsen por 2 sets a 0, com 21/19 e 21/15, nas oitavas de final, mas em seguida acabaram sendo superadas pelas alemãs Bieneck e Schneider por 2 sets a 1 (15/21, 21/16, 15/13), nas quartas, e assim foram eliminadas da luta por um lugar no pódio.

O mesmo retrospecto neste dia de disputas teve a parceria das brasileiras Carolina Solberg e Maria Elisa, que iniciaram o sábado batendo as espanholas Liliana Fernandez e Elsa Baquerizo por 2 sets a 1, de virada, com 19/21, 21/17 e 15/13. Porém, em seguida, elas foram derrotadas pelas alemãs Borger e Kozuch por 2 sets a 0 (21/14 e 21/19) nas quartas de final.

Por terem caído na mesma fase, estas duas duplas brasileiras receberão, cada uma, 480 pontos no ranking e ainda um prêmio de cerca de R$ 22 mil.

Fora da disputa pelo pódio em Ostrava, o Brasil soma 17 medalhas no Circuito Mundial nesta temporada, sendo oito de ouro, seis de prata e três de bronze. A próxima etapa do calendário será a de Varsóvia, na Polônia, que começa na próxima quarta-feira.

 

 

Mais conteúdo sobre:
vôlei de praiavôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.