Brasília pode ficar sem a etapa do Circuito Mundial de vôlei de praia

Com problemas na organização, cidade corre o risco de não receber o evento no dia 21 de abril

estadão.com.br,

26 de março de 2010 | 19h40

SÃO PAULO - A cidade de Brasília pode perder a organização da etapa brasileira do Circuito Mundial de vôlei de praia. Segundo a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), a falta de garantia para os cumprimentos do acordo é o principal problema.

 

A montagem da estrutura da arena temporária que receberia as partidas foram adiadas. O início do torneio está previsto para o dia 21 de abril, e faria parte das comemorações dos 50 anos de Brasília.

 

Mais de 30 países estão inscritos para participar do torneio. Se a CBV não conseguir que os responsáveis consigam um acordo, outra sede "de emergência" deve ser escolhida.

Tudo o que sabemos sobre:
Vôlei de praiaBrasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.