Arquivo/AE
Arquivo/AE

Bruninho fica com seleção de vôlei, mesmo após lesão

Levantador fraturou um osso do pulso durante o treino no sábado, mas fica com a seleção para o sul-americano

AE, Agencia Estado

17 de agosto de 2009 | 10h46

O levantador Bruno Rezende seguirá na Colômbia, acompanhando a participação da seleção brasileira masculina de vôlei no Campeonato Sul-Americana, mesmo após se contundir. O levantador fraturou um osso do pulso durante um treinamento no último sábado.

Veja também:

linkBrasil vence o Uruguai no Sul-Americano

"Ele vai ficar aqui com o grupo na Colômbia. O grupo considera importante ter ele aqui, é o levantador titular, uma liderança. Ele é muito querido", afirmou, Ney Pecegueiro do Amaral, médico da seleção brasileira, em entrevista ao SporTV.

Ele acredita que Bruninho deverá ficar por cerca de cinco semanas sem atuar. "Ele deve jogar em cinco semanas. Teremos uma ideia melhor quando alguns exames forem realizados", explicou.

Pecegueiro descartou a realização de cirurgia. "Ele terá que ficar com o punho imobilizado, mas não terá que ser operado", disse. "Manteremos ele em treinamento físico, com alguns trabalhos com bola para que volte com algum condicionamento", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.