Mauricio Kaye/Divulgação
Mauricio Kaye/Divulgação

Bruno Schmidt e Pedro Solberg anulam as pretensões do curitibano Emanuel

Vitória alça a dupla à liderança do Circuito Banco do Brasil

O Estado de S. Paulo

18 de novembro de 2012 | 22h10

CURITIBA - Emanuel, um dos melhores jogadores da história do vôlei de praia, acalentava o desejo de levantar mais um troféu em Curitiba, sua cidade natal. Mas o curitibano, jogando ao lado do parceiro Alison (ES) foi derrotado na final da etapa do Circuito Banco do Brasil, disputada neste domingo, por Pedro Solberg (RJ) e Bruno Schmidt (DF). Os vencedores, de quebra, assumiram a liderança da classificação geral.

Foi o terceiro título do circuito conquistado por Schmidt/Solberg, que disputaram quatro etapas na temporada 2012/13. Os dois venceram antes em Goiânia e Campinas. Em Belo Horizonte também subiram ao pódio, mas pararam no terceiro degrau.

Eleito o melhor jogador da decisão, Bruno Schmidt, irmão do cestobolista Oscar, celebrou a conquista. "Fizemos um torneio maravilhoso, sem perder nenhum set. Acredito que formamos a dupla no momento certo. Temos maturidade e vontade suficiente para alcançar os nossos objetivos e estamos trabalhando muito para isso. O Pedro fez um torneio perfeito e foi decisivo para nossa vitória na semifinal. Ganhar de Alison e Emanuel novamente em uma final é honroso e a vitória me deixa muito feliz", diz Bruno. A referência à vitória anterior é relacionada ao triunfo em Campinas.

Schmidt/Solberg acumulam 1.520 pontos na classificação geral; Ricardo (BA) e Pedro Cunha (RJ) somam 1440. A terceira colocação é ocupada por Bruno (AM) e Hevaldo (CE) (1.360)

"Eu nem sabia, na verdade, que a gente ficaria em primeiro se passasse, mas estou muito contente. É o resultado do nosso trabalho, estamos correndo muito atrás e sabemos muito bem o que a gente quer. A gente vem construindo esse castelinho e, se Deus quiser, a gente vai conseguir terminar o ano bem".

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.