Alexandre Arruda/Divulgação
Alexandre Arruda/Divulgação

Tandara volta ao vôlei após gravidez e fecha com o Minas

Oposto temia perder lugar na seleção por período ausente

Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2015 | 17h01

Pouco mais de um mês depois de se tornar mãe, a oposto Tandara Caixeta anunciou nesta segunda-feira o seu retorno ao vôlei. A campeã olímpica, que estava defendendo o Praia Clube, de Uberlândia (MG), vai continuar no Estado, agora para jogar pelo Minas Tênis Clube, de Belo Horizonte.

Tandara anunciou a gravidez em fevereiro, logo após descobrir a gestação. Ela logo se afastou das quadras, e chegou a levar um "puxão de orelha" do técnico José Roberto Guimarães, uma vez que ela não pretendia se tornar mãe antes dos Jogos Olímpicos. Mesmo assim, recebeu a promessa de que seguiria na seleção quando voltasse às quadras.

Aos 26 anos, Tandara passou por Osasco (SP), Brusque (SC), Vôlei Futuro (de Araçatuba, SP), novamente Osasco, Sesi-SP e Vôlei Amil (de Campinas, SP), antes de defender brevemente o Praia Clube. No Minas, terá a companhia da veterana central Carol Gataz e de outras três jogadoras da seleção: a ponteira Mari Paraíba, a oposto Rosamaria e a líbero Leia. A Superliga Feminina começa no dia 13 de novembro.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiTandaraMinas Tênis Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.