Gaspar Nóbrega/COB
Gaspar Nóbrega/COB

Campeão olímpico no Rio-2016, Bruno Schmidt anuncia fim de parceria com Evandro

A dupla de vôlei de praia ficou aquém do esperado em Tóquio, sendo eliminada ainda na fase de oitavas de final

Redação, Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2021 | 15h25

Campeão olímpico nos Jogos do Rio-2016, Bruno Schmidt anunciou nesta quinta-feira o fim da parceria com Evandro. A dupla de vôlei de praia ficou aquém do esperado em Tóquio, sendo eliminada ainda na fase de oitavas de final.

"Juntos desde 2019, após muitas conquistas e realizações, eu e Evandro optamos pelo fim da parceria. Acredito que essa é a melhor opção para ambos. Agora cada um segue seu caminho, com novos objetivos, novos parceiros e novos sonhos", disse Bruno, em suas redes sociais. "Onde muitos veem um fim, eu enxergo sempre um novo início."

Ele não indicou com quem vai passar a jogar no Circuito Mundial, visando os Jogos de Paris-2024. Respondendo à publicação, Evandro agradeceu ao agora ex-parceiro com elogios. "Foi um grande prazer e um imenso aprendizado ao seu lado, Bruno. Obrigado pelo carinho de sempre, sucesso sempre, irmão", escreveu.

Campeão no Rio ao lado de Alison, Bruno passou a jogar com Evandro em 2019. A dupla foi bem-sucedida no começo, com bons resultados e a classificação para disputar a Olimpíada. Neste ano, porém, passaram a ter dificuldades depois que Bruno contraiu covid-19 e chegou a ser internado.

Quando voltou, perdeu rendimento, apesar de mostrar muito empenho em Tóquio. Eles foram eliminados pelos letões Plavins e Tocs nas oitavas de final. Pouco antes da viagem para a capital japonesa, Evandro foi flagrado numa festa clandestina e sem usar máscara, pouco depois de o parceiro ter superado internação de cinco dias na UTI por conta do novo coronavírus.

Trata-se da segunda dupla brasileira que encerrou a parceria após o fim da Olimpíada. Na quarta, Ana Patrícia e Rebecca anunciaram a finalização da dupla, quase três semanas depois do fim dos Jogos. Na capital japonesa, terminaram em quinto lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.