CBV divulga regulamento da 15.ª edição da Superliga

O campeonato começa no próximo dia 29 e terá o mesmo sistema de disputa da temporada passada

Redação,

15 de outubro de 2008 | 22h22

A Unidade de Competições Nacionais (UCN) da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) divulgou nesta quarta-feira o regulamento da Superliga 2008/2009, a principal competição entre clubes do país. O campeonato começa no próximo dia 29 e terá o mesmo sistema de disputa da temporada passada.A fase classificatória será dividida em quatro turnos, com uma final para cada turno, e as oito equipes mais bem classificadas avançam para as quartas-de-final. As semifinais serão disputadas em play-off melhor de três partidas e a decisão em único jogo.Na Superliga masculina, as equipes estão divididas em dois grupos. No A participam Cimed/Brasil Telecom (SC), Tigre/Unisul/Joinville (SC), Sada Vôlei Betim (MG), Fátima/Medquímica/UCS (RS), Bento Vôlei (RS) e Lupo/Náutico (SP). Outras seis equipes formam o grupo B: Vivo/Minas (MG), Ulbra Suzano Massageol (SP), Santander (SP), Vôlei Futuro (SP), GAC Logistics/Santo André (SP) e Álvares/Vitória (ES).Na disputa da Superliga feminina, os times também estão divididos em dois grupos. No A estão Rexona-Ades (RJ), Brasil Telecom (SC), S. Caetano/Blausiegel (SP), Vôlei Futuro (SP), Mackenzie/Cia. do Terno (MG) e Cativa/Pomerode/ADP (SC). A chave B é formada pelas seguintes equipes: Finasa/Osasco (SP), Pinheiros/Mackenzie (SP), Minas Tênis Clube (MG), Medley/Banespa (SP), Sport/Maurício de Nassau (PE) e Praia Clube/Futel (MG).O Rexona-Ades (RJ) é o atual campeão da Superliga feminina e a equipe com maior número de conquistas na história da competição, cinco no total (1997/1998, 1999/2000, 2005/2006, 2006/2007 e 2007/2008). No masculino, a Cimed (SC) ganhou o título na última temporada, o segundo (2005/2006 e 2007/2008) em três participações. Na história, o Minas Tênis Clube (MG), que joga está temporada com o nome de Vivo/Minas, é a equipe com mais vitórias: quatro (1999/2000, 2000/2001, 2001/2002 e 2006/2007).SISTEMA DE DISPUTAAo todo, 24 times jogarão a competição - 12 masculinos e 12 femininos. A fase classificatória será composta por quatro turnos. As equipes formarão dois grupos (A e B), que foram definidos de acordo com o índice técnico obtido na Superliga passada.No primeiro turno, as equipes jogarão - todas contra todas - com os times do seu próprio grupo. Os vencedores de cada grupo decidirão, em partida única, o campeão do turno. O jogo será realizado na casa da equipe com o melhor índice técnico. No segundo turno, os times jogarão contra as equipes do outro grupo.Na terceira disputa, as equipes voltam a jogar com os times do outro grupo, mas o mando dos jogos será invertido com relação ao segundo turno. No quarto turno, as equipes voltam a enfrentar os times do seu próprio grupo, mas com o mando de quadra invertido com relação ao primeiro turno. Todos os turnos serão realizados com a mesma divisão de grupos.A segunda fase será as quartas-de-final. As oito equipes mais bem colocadas na fase classificatória, de acordo com o índice técnico na classificação geral, jogarão a nova etapa. Os cruzamentos das quartas-de-final seguirão a seguinte ordem: 1.º x 8.º, 2.º x 7.º, 3.º x 6.º e 4.º x 5.º, no sistema de play-off melhor de três partidas.As semifinais serão disputadas em melhor de três partidas, com o seguinte cruzamentos: vencedores dos jogos 1.º x 8.º versus vencedor do jogo 4.º x 5.º e vencedores dos jogos 2.º e 7.º versus 3.º x 6.º.A final será disputada pelas duas equipes vencedoras da fase semifinal, em um único jogo. Independente dos times que chegarem à decisão, a partida final, tanto do masculino quanto do feminino, será realizada em um único local: o ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro. Caso haja algum imprevisto técnico, a CBV definirá o local da partida em comum acordo com os clubes.A Superliga feminina e masculina terá um jogo para definir a medalha de bronze, com os perdedores das semifinais. O jogo poderá ser realizado na sede do melhor colocado na fase classificatória ou na sede dos jogos finais. No entanto, esta partida deverá ser realizada, obrigatoriamente, antes dos jogos decisivos.

Tudo o que sabemos sobre:
Superliga de vôleivôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.