China bate os Estados Unidos e ajuda a seleção brasileira

A seleção da China, atual campeã olímpica, deu uma forcinha ao Brasil nesta quarta-feira ao derrotar os Estados Unidos por 3 sets a 1, pela primeira rodada da segunda fase do Mundial de Vôlei feminino, disputado no Japão. As parciais da vitória chinesa foram 20/25, 25/23, 25/22 e 25/17. Com o resultado, as norte-americanas somaram a segunda derrota na competição e ficaram mais distantes da liderança do Grupo F, que está com Brasil e Rússia - ambos com quatro vitórias e nenhuma derrota. As chinesas igualaram a campanha dos Estados Unidos, com duas vitórias em quatro jogos.Quem também bobeou na rodada foi a Alemanha, derrotada pela Holanda num duro confronto por 3 sets a 2. As holandesas venceram com as parciais de 23/25, 25/21, 25/23, 23/25 e 16/14. As duas seleções estão agora com os mesmos desempenhos de China e Estados Unidos - duas vitórias e duas derrotas - e estão longe de conseguir uma vaga nas semifinais do torneio.Em boa situação para chegar entre as quatro melhores, além do Brasil, está a Rússia, que passou facilmente por Porto Rico por 3 sets a 0 - com parciais de 25/16, 25/10 e 25/20. Na próxima rodada do grupo, que é disputado na cidade de Osaka, terá o confronto do Brasil contra a China. Além disso, as russas encaram a Holanda, a Alemanha enfrenta Porto Rico e o Azerbaijão encara os Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.