Cimed ganha a nona seguida na Superliga Masculina

Equipe de Santa Catarina bate o Fátima/Medquímica/UCS (RS) por 3 sets a 0; Sesi derrota o Vivo/Minas

AE, Agencia Estado

07 de janeiro de 2010 | 23h41

O Cimed (SC) continua impossível nesta edição da Superliga Masculina de vôlei. Nesta quinta-feira, na primeira rodada de 2010 - a nona da competição -, o time de Santa Catarina derrotou com facilidade o Fátima/Medquímica/UCS (RS) por 3 sets a 0 - com parciais de 25/18, 25/17 e 25/18 -, em Florianópolis, e conseguiu a nona vitória seguida. Com 100% de aproveitamento, lidera isoladamente o campeonato.

Na cola da equipe catarinense está o Sesi (SP), que teve um enorme trabalho para ganhar do Vivo/Minas (MG), em Belo Horizonte. Para chegar à oitava vitória em nove jogos, o time paulista venceu por 3 sets a 2 - com parciais de 25/17, 32/30, 20/25, 26/28 e 16/14.

Também com apenas uma derrota, mas com oito partidas realizadas, o Sada/Cruzeiro (MG) conseguiu um importante triunfo sobre o Pinheiros/Sky (SP), na cidade mineira de Itabira. A vitória foi incontestável por 3 sets a 0 - parciais de 25/20, 25/23 e 25/18.

Outro time com bom aproveitamento até o momento é o Montes Claros/Funadem (MG). No Rio de Janeiro, a equipe mineira derrotou o Volta Redonda (RJ) por 3 sets a 0 - parciais de 25/22, 25/23 e 25/14. Com sete jogos realizados, perdeu apenas uma vez e tem chances de brigar pelas primeiras colocações.

Ainda nesta quinta, o Brasil Vôlei Clube (SP) ganhou do Álvares/Vitória (ES) por 3 sets a 0 (25/14, 25/13 e 25/20), no Espírito Santos; o Ulbra/São Caetano (SP) bateu o Vôlei Futuro (SP) por 3 a 1 (32/30, 18/25, 25/18 e 25/20), em São Caetano do Sul; o Santo André (SP) venceu o Lupo/Náutico/Let´s (SP) por 3 a 0 (25/19, 25/23 e 25/20), no ABC paulista; e o Funvic/Uptime Cuiabá (MT) derrotou o Upis/Brasília (DF) por 3 a 0 (30/28, 25/23 e 25/17).

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiSuperliga MasculinaCimed

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.