Cimed vence e lidera Superliga; São Bernardo tropeça

Equipe de Santa Catarina bate o Volta Redonda por 3 a 0 e chega aos 57 pontos, Pinheiros e Sesi têm 53

AE, Agencia Estado

25 de março de 2010 | 23h35

A Cimed/Malwee faturou mais uma vitória nesta quinta-feira e se garantiu na liderança da Superliga masculina de vôlei. Jogando em casa, a equipe de Florianópolis derrotou o Volta Redonda por 3 sets a 0, com parciais de 25/18, 25/19 e 25/15, pela 15.ª rodada do segundo turno.

Já classificados para as quartas de final, os catarinenses chegaram aos 57 pontos e abriram quatro de vantagem sobre os demais. O Pinheiros/SKY e o Sesi, que não entraram em quadra nesta rodada, seguem com 53, mesma pontuação do Sada Cruzeiro. As três equipes também já estão asseguradas na próxima fase.

Os mineiros alcançaram a vice-liderança nesta quinta ao superar o Funvic/Uptime Cuiabá por 3 sets a 0, parciais de 25/21, 25/17 e 25/21, em Itabira. O Sada Cruzeiro possui ainda um jogo a menos que Cimed, Pinheiros e Sesi. Já o Cuiabá ocupa a 15.ª colocação e não tem mais chances de se classificar para as quartas de final.

O Montes Claros/Funadem, outra equipe classificada, também venceu nesta rodada e mostrou que segue vivo na briga pelas primeiras posições. Jogando fora de casa, a equipe bateu o Santo André por 3 sets a 2, parciais de 25/21, 23/25, 21/25, 25/23 e 15/10. O Montes Claros segue em quinto, agora com 51 pontos. A equipe do ABC soma 38.

Já o Brasil Vôlei Clube/São Bernardo vacilou nesta quinta e perdeu a chance de garantir sua vaga na próxima fase da Superliga. Sem o líbero Serginho, com dores nas costas, a equipe foi derrotada pelo Ulbra/São Caetano por 3 sets a 2, parciais de 24/26, 25/19, 11/25, 25/19 e 15/11, fora de casa. O São Bernardo é o sétimo colocado, com 46 pontos.

Ao final do duelo, o técnico Rubinho reconheceu a superioridade do São Caetano, nono colocado. "Eles jogaram bem e mereceram a vitória. Nós não conseguimos imprimir o jogo como nas rodadas anteriores, e a vontade de São Caetano prevaleceu", avaliou.

As duas equipes, porém, seguem com chances de classificação. Assim como o Vivo/Minas, que se reabilitou na competição depois de cinco derrotas consecutivas. Nesta quinta, a equipe mineira ganhou do Upis/Brasília por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/16 e 25/22.

O Minas, que conquistou o primeiro triunfo sob o comando do técnico Douglas Chiarotti, ocupa agora a oitava posição e segue forte na briga pela última vaga nas quartas de final.

Sem chances de classificação, o Lupo/Náutico/Let´s e Soya/Blumenau/Furb/Barão venceram suas partidas nesta quinta. O Lupo superou o Fátima/Medquímica/UCS/SPFC por 3 sets a 2, parciais de 32/30, 21/25, 19/25, 25/20 e 15/12, em Araraquara (SP).

Já o Blumenau derrotou o Álvares/Vitória por 3 sets a 1, parciais de 25/23, 24/26, 25/22 e 25/13, em 1h57, no ginásio Sebastião Cruz, em Santa Catarina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.