Circuito Brasileiro: Larissa busca terceiro título em Maceió

Campeã em 2004 e 2007 com Juliana em Alagoas, ela tenta agora triunfar ao lado de Vivian na competição

Redação,

23 de outubro de 2008 | 14h31

Satisfeita com os resultados obtidos até agora ao lado da paraense Vivian, substituta de Juliana, que se recupera de uma cirurgia no joelho direito, a tricampeã mundial e brasileira de vôlei de praia, Larissa, está muito animada para a próxima etapa do Circuito Brasileiro, que será realizada em Maceió (AL). Ela está otimista principalmente por conta das duas medalhas de ouro conquistadas em tão pouco tempo de trabalho e nos três torneios disputados com a nova parceira.Além disso, Larissa já foi campeã em Alagoas em 2004 e 2007, com Juliana, e gostaria de repetir a dose com Vivian, que ficará ao seu lado até o fim da temporada. As duas estréiam nesta sexta na arena montada na praia da Pajuçara."Eu e Vivian começamos a treinar juntas antes da etapa do Guarujá, em setembro, e a nossa evolução tem sido muito boa. Vencemos 14 jogos até agora e perdemos apenas três. Estamos treinando forte e o técnico Reis Castro está direcionado todo o trabalho para que possamos seguir na luta pelo título brasileiro. Meu objetivo é conquistar minha terceira medalha de ouro em Maceió. Sei que Vivian ficou em terceiro lugar no ano passado com Ângela e espero que possamos ser campeãs juntas agora", afirmou Larissa.O técnico Reis Castro fez uma análise da evolução da dupla, principalmente da jogadora Vivian, que não estava acostumada ao ritmo forte de treinos realizados no Centro de Treinamento Juliana e Larissa, em Fortaleza."Já temos traçada a nossa estratégia para seguir em busca do título brasileiro da temporada e a dupla está focada. Nas duas primeiras etapas que disputaram, no Guarujá e em Vila Velha, Vivian sentiu um pouco a falta de ritmo e de entrosamento. Na Bahia, tudo correu bem e agora sinto que ela está confiante, já mostra outra postura em quadra e está muito segura no ataque. Espero que as duas tenham uma ótima atuação em Maceió", disse o técnico Reis Castro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.