Divulgação
Divulgação

Com arritmia cardíaca descartada, líbero Vere volta a jogar no Sesi

Jogadora estava afastada das quadras, mas foi liberada para atuar pelos médicos

AE, Agência Estado

28 de fevereiro de 2013 | 14h05

SÃO PAULO - Durou poucos dias o afastamento da líbero Vere da equipe feminina de vôlei do Sesi. A jogadora, que teve uma suspeita de arritmia cardíaca observada em exames realizados na semana passada e foi afastada das quadras pelo departamento médico do clube, por precaução, já está de volta às atividades.

De acordo com o Sesi, Veridiana, de 30 anos, foi liberada pelos médicos para jogar e já se uniu às companheiras para o confronto de sexta-feira, contra o Praia Clube, em Uberlândia, na segunda partida do playoff de quartas de final da Superliga Feminina.

Em nota, o Sesi afirma que os últimos exames não apontaram nenhuma anormalidade na atleta, resultado que permitiu aos médicos sua liberação para se juntar ao time. A líbero só se afastou da equipe em um jogo, exatamente na abertura do playoff, segunda, em São Paulo. Na ocasião, o time paulista saiu vencedor.

A fase de mata-mata da Superliga Feminina tem também o líder da primeira fase, o Unilever enfrentando o Rio Sul, enquanto o Sollys/Osasco tem pela frente o Usiminas/Minas. Por fim, o Vôlei Amil joga contra o Pinheiros.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
vôleiSuperliga Feminina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.