Luiz Pires/Divulgação - Fotojump
Luiz Pires/Divulgação - Fotojump

Com confiança reforçada, Osasco recebe Maranhão

Considerado um dos principais candidatos ao título, Molico/Nestlé joga em casa contra time de São Luiz, penúltimo na Superliga

O Estado de S. Paulo

05 de janeiro de 2015 | 13h23

Após conquistar o título do torneio Top Volley, na Basileia, no final do ano, o Molico/Nestlé retoma sua participação na Superliga. O time de Osasco recebe o fraco Maranhão/Cemar, a partir das 19h30, no ginásio José Liberatti. No primeiro turno, o time paulista derrotou o adversário de São Luís por 3 a 0, na capital maranhense.

A capitã Thaisa acredita que o título do torneio na Suíça ajuda a restabelecer a confiança de Osasco, que no primeiro turno perdeu as duas partidas contra os únicos dois adversários que pertencem ao seu nível, o Rexona e o Sesi. "Fizemos jogos difíceis no Top Volley e isso acrescentou ao time. É um parâmetro importante para a gente e vamos tirar isso de aprendizado para a Superliga. Temos um turno inteiro para tentarmos recuperar os pontos perdidos", afirma a jogadora, que foi considerada a MVP (melhor jogadora) do torneio internacional.

Quanto ao Maranhão, a bicampeã olímpica adverte que Osasco não pode baixar a guarda.  "O Maranhão é uma equipe raçuda e que não desiste do jogo. Está sempre ali para incomodar e se dermos mole podemos nos complicar. Portanto, precisamos entrar ligadas para não deixá-las ganhar confiança e crescer. É um rival que vai nos pressionar e jogar sem compromisso. É preciso jogar bem e concentradas", acrescenta.


A Superliga feminina terá outras duas partidas nesta terça-feira: Praia Clube x Rio do Sul, a partir das 19h30, e São Caetano x Uniara (20h).

Tudo o que sabemos sobre:
SuperligaMolico/NestléThaisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.