Com dor no ombro, Giba fica fora de treino

Dona da melhor campanha na primeira fase da Liga Mundial de Vôlei, a seleção brasileira retomou os treinamentos em Saquarema, no Rio de Janeiro, para a fase final da competição, que será disputada entre 21 e 25 de julho, em Córdoba, na Argentina.

AE, Agência Estado

15 de julho de 2010 | 17h02

O capitão Giba não participou dos trabalhos desta quinta-feira devido a dores no ombro direito que vem sofrendo desde a volta da Bulgária, onde a equipe venceu os dois jogos contra os donos da casa na semana passada. No entanto, a expectativa dos médicos é de que o ponteiro volte a treinar em três ou quatro dias.

O técnico Bernardinho acredita que o time está em seu melhor estágio desde o início da Liga Mundial e preparado para buscar seu nono título do torneio. "O time se encontra no seu melhor momento, e essa sequência de jogos fez com que a equipe ganhasse um maior entrosamento", afirmou ao site da Confederação Brasileira de Vôlei.

Giba concorda com o técnico e diz que os últimos enfrentamos fortaleceram a equipe. "A tabela nos ajudou bastante, porque jogamos contra a Holanda e a Bulgária, que nos deu um bom ritmo de jogo."

O Brasil venceu 11 dos 12 jogos que disputou na primeira fase. A única derrota foi para a Holanda, no dia 12 de junho no Rio de Janeiro, por 3 sets a 0. Depois disso, a equipe somou nove vitórias seguidas.

O primeiro rival brasileiro na fase final será a Argentina, na próxima quarta-feira. No dia seguinte o confronto será com a Sérvia. Os dois melhores da chave avançarão à semifinal.

No outro grupo estarão Cuba, Rússia e Itália, e Giba não esconde a preferência por enfrentar esta última mais adiante. "Faz tempo que a gente não joga contra a Itália, e dá até vontade de enfrentá-los", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.