Ana Patrícia/Inovafoto/CBV
Ana Patrícia/Inovafoto/CBV

Com novo formato para finais, Superliga define calendário da temporada 2019/2020

Campeão da temporada será definido em uma série melhor de três jogos tanto no masculino quanto no feminino

Redação, Estadão Conteúdo

15 de agosto de 2019 | 18h32

Os 24 clubes participantes da Superliga e a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) definiram juntos nesta quinta-feira, em reuniões realizadas em São Paulo, as diretrizes para a temporada 2019/2020. Entre as definições está o novo formato das finais, tanto no masculino quanto no feminino, que serão jogadas em séries melhor de três. Na edição passada, foram em melhor de cinco; em outros anos, em jogo único.

De acordo com o comunicado divulgado pela CBV, o início da Superliga Masculina será no dia 9 de novembro. O torneio feminino começará três dias depois. A tabela oficial e completa será divulgada em breve, após ajustes com as equipes e as redes de televisão detentoras dos direitos de transmissão.

Os seguintes clubes participarão da competição no masculino: EMS Taubaté Funvic (SP), Sesi (SP), Sada Cruzeiro (MG), Sesc (RJ), Vôlei Renata (SP), Fiat/Minas (MG), Vôlei UM Itapetininga (SP), São Francisco Vôlei/RP (SP), Denk Academy/Maringá Vôlei (PR), América Vôlei (MG), Botafogo (RJ) e Apan-Blumenau (SC).

No feminino, as equipes participantes serão: Itambé/Minas (MG), Dentil/Praia Clube (MG), Sesi Vôlei Bauru (SP), Osasco/Audax (SP), Sesc (RJ), Fluminense (RJ), Curitiba Vôlei (PR), São Paulo FC/Barueri (SP), Pinheiros (SP), São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP), Vôlei Valinhos (SP) e Flamengo (RJ).

O superintendente de competições quadras da CBV, Renato D´Avila, destacou a participação de grandes nomes da modalidade em mais uma edição da Superliga. O dirigente também chamou atenção para o fato da cidade do Rio de Janeiro voltar a ser protagonista.

"Nós esperamos uma competição equilibrada e com alto nível de voleibol, já que contamos com diversos atletas medalhistas olímpicos e com serviços prestados à seleção brasileira. Esta temporada é especial por anteceder a disputa de mais uma edição de Jogos Olímpicos. Além disso é bom ver a retomada do voleibol em lugares como o Rio de Janeiro, que contará com cinco clubes entre o masculino e o feminino. Santa Catarina também retorna ao cenário nacional entre os homens com a tradicional equipe de Blumenau. Enfim, desejamos mais uma edição de sucesso de nossa principal competição nacional", comentou D’Avila.

Ainda houve definições em outras competições do calendário. A Supercopa Feminina acontecerá no dia 1.º de novembro e a masculina no dia 6 do mesmo mês. A fase final da Copa Brasil Masculina será realizada nos dias 24 e 25 de janeiro, enquanto que a da feminina acontecerá nos dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro. As sedes serão divulgadas em breve.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.