Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Com time misto, seleção feminina de vôlei disputa Pan embalada por vaga olímpica

José Roberto Guimarães convocou destaques do Pré-Olímpico e jovens promessas do vôlei brasileiro

Redação, Estadão Conteúdo

04 de agosto de 2019 | 17h53

Depois de garantir a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 no último sábado, em Uberlândia (MG), a seleção brasileira feminina de vôlei embarcou neste domingo para Lima, no Peru, onde disputará os Jogos Pan-Americanos. No embalo da conquista da vaga olímpica, a equipe comandada pelo técnico José Roberto Guimarães estreará na competição nesta quarta-feira contra Porto Rico.

Brasileiras e porto-riquenhas estão no Grupo B do Pan ao lado da Argentina e dos Estados Unidos. O Grupo A é formado por Peru, República Dominicana (que perdeu para o Brasil no Pré-Olímpico), Canadá e Colômbia. As equipes se enfrentarão dentro dos respectivos grupos e as duas melhores de cada passarão às semifinais da competição. Na última edição, em Toronto, no Canadá, em 2015, a seleção feminina ficou com a prata.

A equipe convocada por Zé Roberto Guimarães para o torneio no Peru é uma mescla de jogadoras que atuaram no Pré-Olímpico com jovens promessas do vôlei brasileiro. O grupo é formado pelas levantadoras Macris e Juma; as opostas Lorenne e Paula Borgo; as centrais Mara, Mayany e Lara; as ponteiras Tainara, Júlia Bergmann, Lana e Maira; e a líbero Natinha.

Para Entender

Pan-Americanos 2019: saiba como assistir ao torneio que será disputado em Lima

Competição vai ter transmissão ao vivo na TV aberta, fechada e online

Destaque da seleção feminina no Pré-Olímpico, a oposta Lorenne comentou sobre a expectativa para o Pan. "Estou muito feliz em disputar os Jogos Pan-Americanos. É uma oportunidade incrível jogar essa competição. Será mais uma chance de crescer como atleta, adquirir experiência e ganhar confiança. Temos tudo para fazer bons jogos e vamos em busca do melhor resultado possível", disse.

Nesta temporada, antes do Pré-Olímpico, no início de julho as brasileiras conquistaram a medalha de prata na Liga das Nações. A fase final da competição foi disputada em Nanquim, na China. Na ocasião, três brasileiras entraram na seleção do torneio - a levantadora Macris, a ponteira Gabi e a central Bia foram eleitas as melhores das suas posições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.