Confusão marca sul-americano de vôlei

A seleção brasileira feminina de vôlei está enfrentando um adversário a mais no Campeonato Sul-Americano, que está sendo realizado na Argentina: a falta de organização. A confusão está sendo causada pelos atentados terroristas nos Estados Unidos. A seleção da Venezuela enfrentou dificuldades para viajar para Buenos Aires e a da Argentina também teve problemas. O técnico Cláudio Cuello e quatro jogadoras ficaram "presos" em Miami e tiveram de ser substituídos.Os organizadores da competição, por precaução, mudaram a tabela das partidas na quarta-feira. Com as alterações, o Brasil, que pelo cronograma inicial enfrentaria as venezuelanas, passou a ter partida programada contra o Uruguai. Porém, a Venezuela conseguiu desembarcar na Argentina somente nesta quinta-feira. Com isso, a tabela voltou ao formato original e as brasileiras iriam enfrentar as recém-chegadas no início da noite desta quinta-feira. As adversárias desta sexta-feira são as argentinas, às 20h. O Brasil pega o Uruguai no sábado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.