Orlando Bento/MTC
Orlando Bento/MTC

Cruzeiro conquista sexto título do Sul-Americano de Clubes de Vôlei

Equipe volta a levantar taça com vitória sobre UPCN, da Argentina, por 3 sets a 1

Redação, Estadão Conteúdo

02 de março de 2019 | 23h46

O Sada Cruzeiro manteve a sua rotina de títulos no vôlei masculino. Na noite deste sábado, o time mineiro foi campeão pela sexta vez do Campeonato Sul-Americano de Clubes, sendo tetracampeão consecutivo, ao derrotar na decisão o UPCN, da Argentina, por 3 sets a 1, com parciais de 25/19, 25/18, 21/25 e 25/16.

"Sempre trabalhamos para ganhar e estamos bem felizes com isso. Sul-Americano é sempre difícil. A Argentina joga diferente do que estamos habituados, com volume de jogo maior do que nós, brasileiros. Mas, hoje entramos bem focados depois de passar uma dificuldade grande na primeira partida contra eles e ontem também contra o Obras. Nossa equipe está acostumada a disputar final e isso facilita um pouco mais. A vontade faz tudo e final é final", disse Evandro.

O Cruzeiro teve dois jogadores eleitos para a seleção do campeonato, o ponteiro Rodriguinho e o central Isac. E o melhor jogador do Sul-Americano também foi do time, o ponteiro Sander. Já o central Flávio, do Minas, fez parte da equipe ideal do campeonato.

Antes da decisão, o Cruzeiro havia passado pelo próprio UPCN (3 a 2) e pelo peruano Regatas Lima (3 a 0) na primeira fase. E depois derrotou o argentino Obras de San Juan (3 a 2) nas semifinais.

"A escola argentina apresenta um jogo um pouco diferente do nosso, eles defendem muito, erram pouco e demoramos um pouco a nos acostumar com isso e colocar um bom volume no nosso time, mas hoje jogamos muito bem taticamente e isso fez a diferença", disse Cachopa, levantador do Cruzeiro.

A decisão e todo o campeonato foram realizados na Arena Minas, em Belo Horizonte. E a conquista assegurou ao Cruzeiro a classificação para a próxima edição do Mundial de Clubes.

Atuando em casa, o Fiat/Minas perdeu, neste sábado, a disputa do terceiro lugar do Sul-Americano para o Obras de San Juan, da Argentina, por 3 sets a 1, com parciais de 25/20, 22/25, 26/24 e 25/17.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiCruzeiro Esporte Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.