Cruzeiro luta, mas perde do Zenit Kazan no Mundial de Clubes de vôlei

O Sada Cruzeiro lutou bastante na noite desta quarta-feira, no Ginásio Divino Braga, em Betim, mas não resistiu ao forte time do Zenit Kazan e sofreu sua primeira derrota no Mundial de Clubes de vôlei. O time mineiro foi superado por 3 sets a 1, com parciais de 25/20, 25/18, 19/25 e 25/20.

Estadão Conteúdo

28 de outubro de 2015 | 23h01

O duelo era considerado a final antecipada da competição por reunir os dois times mais fortes na disputa. O Zenit, composto por jogadores de diversas seleções, é o maior favorito ao título.

Com a partida desta quarta, o Cruzeiro encerrou sua participação no Grupo A, que tem ainda o Capitanes de Arecibo. O time de Porto Rico vai enfrentar nesta quinta o Zenit. O resultado deste jogo vai definir os dois classificados às semifinais do Mundial - o Grupo B tem o Paikan Tehran, do Irã, o Al-Ahly, do Egito, e o UPCN San Juan, da Argentina.

Em seu segundo jogo no Mundial, o time mineiro começou bem, mas não demorou a ser dominado pelo Zenit, que contava com elenco variado, de muitos destaques. Um deles era o cubano Wilfredo Leon Venero, naturalizado polonês. Ele foi o maior pontuador da partida, com 22 pontos. Outro era o norte-americano Matthew Anderson, com 13.

Sem as mesmas opções, a equipe brasileira voltou a ter como destaque o oposto Wallace, autor de 13 pontos. Ele também fora o maior pontuador do time da casa na partida de terça. Contudo, não conseguiu liderar sozinho o Cruzeiro nesta quarta.

Os anfitriões só reagiram no terceiro set, quando reduziram a vantagem do Zenit no placar. Venceram a parcial com seis pontos de frente. O Cruzeiro esboçou reação no quarto set, ao começar na frente e sustentar ligeira vantagem de dois pontos durante a maior parte da parcial. Mas levou a virada no fim e acabou sendo derrotado.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiMundial de ClubesSada Cruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.