Cruzeiro perde e fica com o vice no Mundial de Vôlei

O Trentino continua soberano no vôlei mundial. Nesta sexta-feira, em Doha, no Catar, a equipe italiana venceu o Sada Cruzeiro por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/15 e 29/27, e chegou ao seu quarto título em quatro edições do Mundial de Clubes de Vôlei, competição realizada sob a chancela da FIVB (Federação Internacional de Vôlei).

AE, Agência Estado

19 de outubro de 2012 | 15h01

Para o Brasil, restou a consolação de o time mineiro ter sido o primeiro do País a chegar até uma final desde que o Mundial voltou a ser organizado, em 2009. Para tanto, o Cruzeiro passou na semifinal pelo PGE Skra Belchatow, da Polônia, país que havia obtido o vice-campeonato nas outras três edições e dessa vez ficou com o bronze.

Para chegar ao Mundial, o Cruzeiro venceu a Superliga Masculina 2011/2012 e ganhou o direito de disputar o Sul-Americano de Clubes, realizado no começo de setembro, no Chile. Ali, só teve alguma dificuldade contra o argentino UCPN, vencido por 3 sets a 1.

No Mundial de Clubes, realizado pela quarta vez seguida em Doha, o Cruzeiro estreou com duas vitórias no Grupo A, sobre o local Al-Rayyan (de Rodrigão) e sobre o mexicano Tigres. No último jogo da primeira fase, perdeu por 3 a 2 para o Trentino Diatec.

Classificado para as semifinais, o time mineiro venceu o PGE Skra Belchatow por 3 sets a 2 e garantiu a final inédita para o vôlei brasileiro. Na decisão, o maior pontuador do Cruzeiro foi Wallace, medalhista de prata na Olimpíada com a seleção brasileira. Pelos italianos, brilharam o checo Jan Stokr e o búlgaro Matey Kaziyski, cada um com 17 pontos. A equipe campeã tem como levantador titular o brasileiro Rapha.

Mais cedo, na disputa feminina o Osasco passeou em quadra e, sem dificuldades, conquistou o seu primeiro título mundial, ao derrotar o Rabita Baku, do Azerbaijão, por 3 a 0, com parciais de 25/16, 25/14 e 25/17. O time paulista havia ficado com o vice, em 2010, e com a terceira colocação no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiMundial de Clubes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.