Cristiano Andujar/Inovafoto/Cruzeiro
Cristiano Andujar/Inovafoto/Cruzeiro

Cruzeiro supera Minas na final e conquista a Copa Brasil de Vôlei

Equipe é campeã com vitória por por 3 sets a 0, no ginásio Jones Minosso, em Lages (SC)

Redação, Estadão Conteúdo

27 Janeiro 2019 | 23h49

Dominante no vôlei nacional nos últimos anos, o Sada Cruzeiro conquistou mais um título. Neste domingo, o time se tornou campeão pela quarta vez da Copa Brasil ao derrotar na final o Fiat/Minas por 3 sets a 0, com parciais de 29/27, 25/22 e 25/22, na decisão realizada no ginásio Jones Minosso, em Lages (SC).

Os outros títulos do Cruzeiro na Copa Brasil foram em 2014, 2016 e 2018, sendo que agora o time se tornou o primeiro bicampeão consecutivo do torneio ao mata-mata ao triunfar em uma decisão que envolveu equipes mineiras.

"No final, em um jogo equilibrado, difícil, ganhou o time que é mais cascudo e está mais acostumado a decidir. Os meninos do time do Minas têm muito valor. O Davy, o Felipe Roque, o Cledenilson, o Maique, todos têm muito talento, mas eles ainda não têm essa vivência de jogar uma final e isso pesa. Na hora de decidir, faz a diferença. Mais uma vez mostramos que somos um bom time, mas, na hora que vale, nosso time é melhor ainda", afirmou Serginho.

Na campanha do título da Copa Brasil, para a qual se classificou ao ser o segundo colocado do primeiro turno da Superliga, o Cruzeiro estreou com vitória por 3 a 1 sobre o Vôlei UM Itapetininga (SP). Depois, nas semifinais, passou pelo Copel Telecom Maringá Vôlei (PR), também por 3 a 1. Na final, o oposto Evandro foi o principal destaque do Cruzeiro ao marcar 13 pontos.

O capitão Filipe destacou a importância do Cruzeiro conquistar o título após passar por grande reformulação para a temporada 2018/2019 do vôlei. "Nosso time passou por grandes mudanças nesta temporada, mas a sede de vencer e a vontade de estar no primeiro lugar do pódio permanecem. Este título é resultado do trabalho do grupo, que se supera a cada dia. A equipe toda está de parabéns, muita gente duvidou do nosso time, por todas as mudanças que tivemos, mas mostramos que continuamos no topo", disse.

 

 

Mais conteúdo sobre:
vôleiCruzeiro Esporte Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.