Cubanos conseguem visto na Itália

Cinco jogadores da seleção cubana de futebol que abandonaram a concentração na Bélgica e se refugiaram na Itália no mês passado obtiveram permissão para morar no País. Ihosvany Hernández, Angel Dennis, Iasser Romero, Lionel Marshall e Ramón Gado tiveram uma licença provisória e renovável. O sexto jogador, José Luiz Hernández Larriñaga, deixou Roma e foi para a Argentina, onde irá se casar e adquirir nacionalidade local.Os atletas abandonaram a concentração da seleção cubana alegando razões ?esportivas?. A Federação Internacional de Vôlei determinou, então, que eles só poderão jogar em equipes se tiverem autorização da Federação Cubana de Vôlei, e ameaçou punir com suspensão os clubes que vierem a contratá-los sem essa permissão.

Agencia Estado,

10 de janeiro de 2002 | 11h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.