Cubanos querem jogar vôlei na Itália

Alguns jogadores cubanos de vôlei masculino decidiram abandonar a concentração da seleção em Amberes, na Bélgica, para tentarem jogar em clubes italianos. Como o Governo de Cuba não permite esse intercâmbio, Ihosvany Hernández, Jorge Luis Hernández, Iasser Romero, Lionel Marshall, Angel Dennis e Ramón Gato foram de trem para Roma, onde esperam convites de equipes que estejam interessadas em contratá-los.Apesar da medida radical, os jogadores garantem que não desejam pedir asilo político ou abandonar definitivamente a seleção cubana. A intenção deles é apenas jogar na Itália, onde podem conseguir melhores salários. Ihosvany Hernández, Dennis, Marshall e Gato já chegaram a defender clubes italianos numa pequena ?abertura? no final da década de 90, mas foram proibidos novamente de atuarem fora do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.