Arquivo/AE
Arquivo/AE

De olho em 2016, vôlei feminino terá uma seleção B

O objetivo da nova equipe é reunir apenas jovens jogadoras, que estejam com 17 ou 18 anos

Agencia Estado

29 de outubro de 2009 | 12h25

O técnico José Roberto Guimarães anunciou nesta quinta-feira que irá criar a partir do ano que vem uma equipe B da seleção brasileira feminina de vôlei. O objetivo é reunir apenas jovens jogadoras, que estejam com 17 ou 18 anos, para começar a preparação para os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016.

Campeão olímpico nos Jogos de Pequim, no ano passado, o Brasil espera manter a atual hegemonia no vôlei feminino. Assim, enquanto Zé Roberto prepara o time para a Olimpíada de Londres, em 2012, o trabalho para 2016 será desenvolvido simultaneamente, ajudando na renovação do grupo.

"Nosso projeto para Londres, em 2012, já está fechado. Mas em 2016 muitas destas atletas que estão aqui hoje já terão se despedido da seleção. Logo, vamos começar a trabalhar jovens jogadoras a partir do ano que vem para chegarmos com força na Olimpíada do Rio. Este é o momento de investir na garotada", explicou Zé Roberto.

A ideia de Zé Roberto é reunir a equipe B para períodos de treino no centro de treinamentos da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), localizado em Saquarema (RJ). Além disso, o treinador admite levar o jovem grupo para representar o Brasil em competições de menor porte - a seleção principal ficaria apenas com os grandes torneios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.