De virada, Cimed bate São Bernardo na Superliga de vôlei

Única equipe invicta na Superliga masculina de vôlei, o Cimed/Brasil Telecom/Florianópolis teve dificuldade para conquistar a sua décima vitória na temporada, nesta quarta-feira. A equipe catarinense venceu o Santander/São Bernardo por 3 sets a 2, de virada, em São Bernardo do Campo, e manteve a ponta da tabela.O Cimed começou na frente ao fechar o primeiro set em 25/22. Na parcial seguinte, os donos da casa forçaram o saque e contaram com um eficiente bloqueio para empatar o jogo, com 25/12. O terceiro set foi mais disputado, com destaque para as boas defesas do líbero Sérgio Escadinha, da seleção brasileira. O São Bernardo levou a parcial, por 29/27, depois de seguidos empates no placar. A virada do Cimed começou no final do quarto set. Os erros de saque dos anfitriões facilitaram o desempate da parcial, fechada pelos catarinenses por 25/22. No tie break, o Cimed manteve a frente desde o início e, com bons contra-ataques, chegou a abrir cinco pontos de vantagem. O São Bernardo chegou a reduzir a diferença para apenas dois pontos, mas os visitantes fecharam em 15/12, depois de 2h03min de jogo."Foi uma partida bem disputada, como tem que ser sempre que Cimed/Brasil Telecom e Santander/São Bernardo se encontrarem. O único momento mais negativo foi o segundo set, quando o Santander sacou muito bem e, devido aos erros na recepção, não conseguimos virar as bolas pelas pontas", afirmou o técnico do Cimed, Marcos Pacheco.O treinador do São Bernardo, Rubinho, elogiou o bom aproveitamento do adversário. "O time da Cimed/Brasil Telecom é fortíssimo e já sabíamos que esse seria um jogo difícil. Tivemos o domínio do quarto set, mas não demos seqüência e, ao contrário de nós, eles aproveitaram a oportunidade. As duas equipes se pressionaram o tempo todo e, por isso, erraram bastante também".Também nesta quarta-feira, o Vivo/Minas garantiu a vice-liderança na classificação geral ao derrotar o Sada Vôlei/Betim por 3 sets a 2, com parciais de 25/22, 20/25, 17/25, 25/22 e 15/12, em Belo Horizonte. O Tigre/Unisul/Joinville também manteve a posição ao bater o Ulbra/Suzano/Massageol por 3 a 2 - 15/25, 25/19, 25/19, 20/25 e 15/11. A equipe catarinense ocupa a quarta colocação da classificação geral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.