Alexandre Arruda/Divulgação
Alexandre Arruda/Divulgação

De virada, Vôlei Futuro derrota RJX e força 3º jogo

Equipe de Araçatuba venceu time carioca por 3 sets a 1, no Maracanãzinho, e empata semifinal da Superliga

estadão.com.br,

08 de abril de 2012 | 14h43

RIO - Com público recorde no Maracanãzinho (11.400 torcedores), o Vôlei Futuro não sentiu a pressão e saiu vitorioso do segundo jogo da série melhor de três da Superliga Masculina de vôlei. E, de virada, o time de Araçatuba forçou a realização do terceiro jogo ao derrotar o RJX por 3 sets a 1 (18/25, 27/25, 25/23 e 25/21).

 

O oposto Lorena, da equipe paulista, foi o grande destaque do jogo. Depois de pouco participar do primeiro set, vencido pelos cariocas, foi decisivo para o Vôlei Futuro nos três períodos seguintes, tornando-se o maior pontuador da partida, com 23 acertos.

 

"Nenhum jogador queria perder, porque sabíamos que a nossa história não podia acabar no segundo jogo. Assistimos o vídeo do jogo em que perdemos e vimos que não fizemos nada do que vínhamos fazendo. Sabíamos que, se o time voltasse a jogar, não perderíamos por 3 sets a 0. Mesmo com a derrota no primeiro set, em nenhum momento, bateu o desespero. Aos pouquinhos, todos foram entrando no jogo e conseguimos o que era planejado", disse Lorena.

 

O terceiro e decisivo jogo da série será realizado em Araçatuba, na sexta-feira, às 21 horas. O vencedor enfrentará o Sada Cruzeiro, que despachou o Vivo/Minas por 2 a 0 na outra semifinal. A finalíssima da Superliga Masculina está marcada para o dia 21 de abril, às 10 horas, e será realizada no Ginásio Poliesportivo, em São Bernardo do Campo (MG).

 

O técnico do Vôlei Futuro, Cezar Douglas, elogiou o comportamento da sua equipe e já pensa na terceira partida. "Temos que levar o comportamento que tivemos aqui nesse segundo jogo. Também temos que fazer valer o fator casa, mas sabemos que está tudo zero a zero. Vamos chegar mais embalados, mas temos que tomar o exemplo deles, que foram lá e venceram. Não ganhamos nada. Temos mais um jogo para passar para a final e é isso que vamos buscar", garantiu.

 

No RJX, que conseguiu eliminar o atual campeão, Sesi, e venceu o primeiro jogo da semi em Araçatuba, sobraram lamentos sobre a atuação da equipe. "Faltou competência. No terceiro set, abrimos seis pontos e perdemos. Não soubemos aproveitar a chance de jogar em casa com um ginásio lotado", disse o levantador Marlon. "Em Araçatuba, a partida será muito diferente. No primeiro jogo, eles não tiveram boa apresentação. Hoje, foi a nossa vez de ter uma má atuação. O terceiro duelo em Araçatuba vai ser totalmente diferente do primeiro. Precisamos estar preparados."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.