Beto Moussali/Divulgação
Beto Moussali/Divulgação

Depois do título sul-americano, Sesi enfrenta Barueri pela Superliga

Partida vai acontecer nesta quarta-feira, às 19h30

Amanda Romanelli, O Estado de S. Paulo

12 de fevereiro de 2014 | 10h25

SÃO PAULO - As jogadoras do Sesi mal tiveram tempo de comemorar o inédito título sul-americano, conquistado no domingo em vitória contra o Molico/Osasco. Depois da folga na segunda-feira, a equipe do técnico Talmo de Oliveira voltou ao forte ritmo de treinos na terça, de olho com o confronto com Barueri, nesta quarta-feira, às 19h30, na casa do adversário, pela sexta rodada do segundo turno da Superliga Feminina.

O Sesi está invicto no retorno da competição nacional, depois de um começo difícil na Superliga. No primeiro turno, foram oito derrotas em 13 jogos, resultados que até deixaram a equipe momentaneamente fora da zona de classificação para os playoffs. Mas, com a entrada de 2014, o quadro foi revertido, e o time venceu todos os cinco jogos disputados até agora.

Para a central Fabiana, capitã da equipe, a união de jogadoras e comissão técnica permitiu a reação do Sesi, que tem subido na tabela e pretende conquistar a melhor classificação possível rumo aos playoffs. “A gente não estava vindo bem no início da Superliga, mas depois mudamos, e isso teve efeito. A equipe está trabalhando bem forte, as jogadoras e a comissão técnica estão muito unidas. Isso faz uma grande diferença.”

O time fez uma campanha de superação no Sul-Americano, que acabou com uma sequência de derrotas para o Osasco em finais (havia sido assim no Campeonato Paulista e na Copa Brasil). No decorrer do torneio, disputado de quarta a domingo, Talmo de Oliveira perdeu por lesão jogadoras importantes como Ju Costa e Pri Daroit. “Mas não falamos em desfalques em momento nenhum. Não lamentamos, trabalhamos com o nosso elenco que é bom e nos dá opções.”

Talmo diz que, apesar da conquista do título inédito e, consequentemente, com a conquista da classificação para o primeiro Mundial, a prioridade do Sesi é pensar agora na Superliga. “Nosso foco é Barueri. Nem quero saber de Mundial ainda, isso é algo que vamos pensar depois. Queremos garantir uma boa posição nos playoffs.” O torneio será disputado em maio, em Zurique, na Suíça.

Tudo o que sabemos sobre:
voleisuperligasesi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.