Destaque da Liga Mundial, francês é detido por agredir maquinista em Paris

O jogador francês Earvin N''Gapeth, de 24 anos, foi detido nesta terça-feira por ter agredido o maquinista de um trem que viajaria de Paris para Bordeaux, na França. A confusão aconteceu dois dias depois de ele levantar a taça da Liga Mundial de vôlei, no Rio de Janeiro, com direito ao prêmio de melhor atleta da fase final.

Estadão Conteúdo

21 de julho de 2015 | 14h53

De acordo com a emissora francesa Europe 1, N''Gapeth tentou atrasar a saída do trem da estação Montparnasse, em Paris, pois alguns de seus familiares ainda não haviam chegado. Ao ser informado que isso não seria possível, o jogador teria acertado um soco no rosto do maquinista, abrindo o supercílio do funcionário. O atleta foi detido e levado para o Departamento Regional da Polícia Transportes (SRPT), no norte de Paris. Orientado pelo advogado, ele não se manifestou publicamente.

Não foi a primeira vez que N''Gapeth se envolveu em uma confusão fora das quadras. Em dezembro do ano passado, ele chegou a ser condenado a três meses de prisão por brigar em uma boate. O jogador conseguiu recorrer da decisão e ficou em liberdade. Em 2010, foi excluído da seleção francesa por má conduta, poucas horas antes da decisão do Mundial contra a Itália.

No último domingo, a França derrotou a Sérvia por 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 25/21 e 25/23, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, e conquistou a Liga Mundial de vôlei pela primeira vez. Na decisão, N''Gapeth foi um dos destaques ao anotar 16 pontos. Como também se destacou nas partidas anteriores, foi eleito o melhor jogador (MVP) da fase final.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga MundialEarvin NGapeth

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.