Arquivo/AE
Arquivo/AE

Eike Batista investe R$ 13 milhões e cria nova equipe de vôlei no Rio

RJX já fechou a contratação do ponta Dante e ainda deve contar com o central Rodrigão

estadão.com.br

05 Abril 2011 | 12h12

SÃO PAULO - O vôlei masculino do Brasil terá mais um time forte a partir da temporada 2011/12. O empresário Eike Batista, eleito pela revista Forbes o oitavo homem mais rico do planeta, anunciou a criação do RJX, com sede no Rio de Janeiro. A intenção é contratar vários craques e disputar a próxima Superliga.

A nova equipe já fechou a contratação de Dante, ponta campeão mundial e olímpico pela seleção brasileira, que estava no Dínamo de Moscou, da Rússia. E tenta agora repatriar o central Rodrigão, do Ziraat Bankasia, da Turquia. Ele estava no Pinheiros/Sky até o fim do ano passado, mas foi dispensado.

Eike Batista, que tem fortuna avaliada em R$ 30 bilhões, gastará cerca de R$ 13 milhões com o time. "A Iniciativa contempla a formação de jovens jogadores e apoio à Escola de Vôlei Bernardinho em comunidades ocupadas por Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs)", disse Eike, em sua conta no Twitter.

O técnico da seleção brasileira, Bernardinho, atuou como consultor voluntário na elaboração do projeto, mas deixou claro que, por conflito de interesses, não terá nenhum envolvimento com a equipe. O treinador do RJX será Marcos Miranda.

De acordo com Eike Batista, o time carioca terá o Maracanãzinho como centro de treinamento e arena de jogos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.