Elisângela cortada por indisciplina

A atacante Elisângela, que defendeu o MRV/Minas, campeão da Superliga, na última temporada, foi cortada da seleção brasileira de vôlei às vésperas do embarque para a Alemanha, nesta segunda-feira à noite. O grupo vai realizar dois amistosos com a seleção local nos dias 29 e 30. De acordo com o supervisor Jorge Barros, a oposto não cumpriu, como o restante das atletas, atividades previstas na programação do grupo ? não realizou, por exemplo, exames médicos solicitados, não apresentou documentação adequada, além de ter se recusado a fazer alongamento após um treino. O técnico Marco Aurélio Motta comunicou à atleta a decisão de cortá-la, na sexta-feira. Chamou Paula Pequeno, do BCN/Osasco, para ocupar a vaga. Esse é o início da temporada internacional: o Brasil prepara-se para a disputa da Montreux Volley Cup (antiga BCV Cup), na Suíça, de 4 a 9 de junho. A competição é encarada como preparatória para o Campeonato Mundial, na Alemanha, de 30 de agosto a 15 de setembro, o principal objetivo do treinador ? a seleção brasileira disputará ainda o Grand Prix, de 12 de julho a 4 de agosto. As jogadoras que estão relacionadas para a competição da Alemanha: Fofão, Fabiana Berto, Paula Pequeno, Jacqueline, Érika, Raquel, Alessandra, Luciana, Valeskinha, Walewska, Karin, Marina, Kátia e Arlene. A ponteira Virna ? que foi poupada do torneio e fica trabalhando com o BCN/Osasco ?, a líbero Fabi ? Motta optou por observar o trabalho de Arlene ? e a levantadora Marcelle ? volta de cirurgia no joelho ? estão fora da equipe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.