Marcio Mercante/CBV
Marcio Mercante/CBV

Em clássico, Sesc-RJ bate Osasco e mantém vice-liderança na Superliga Feminina

Vitória em clássico do vôlei brasileiro mantém time carioca na corrida contra o líder Dentil/Praia Clube

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2020 | 00h14

Em um duelo que já virou um clássico do vôlei brasileiro, o Sesc-RJ levou a melhor sobre o Osasco Audax/São Cristóvão Saúde (SP) na noite desta terça-feira e manteve a perseguição ao líder Dentil/Praia Clube (MG) na Superliga Feminina. O time comandado pelo técnico Bernardinho venceu o rival por 3 sets a 1, com parciais de 25/23, 23/25, 25/20 e 25/23, no ginásio do Tijuca, no Rio de Janeiro.

"Foi uma vitória importante. Todo mundo esperava um jogão e foi um jogão. Soubemos superar a ausência da Tandara. A gente joga como um time e hoje mostramos isso mais uma vez. Não esperamos nada menos do que o melhor de todas. E é isso. Foi bom, mas já viramos a página. Sexta temos um jogo dificílimo com o Praia e também precisaremos de todo mundo 100%", comentou a ponteira Amanda, maior pontuadora do jogo, com 18 pontos.

Com o triunfo, o Sesc chegou aos 45 pontos, atrás dos 47 do Praia Clube, que também venceu nesta sexta rodada do returno. Já o time de Osasco ocupa a quarta posição da tabela.

Para sustentar a ponta, o Praia Clube (MG) superou o São Paulo/Barueri por 3 sets a 0, com parciais de 25/09, 25/14 e 25/13, diante de sua torcida. O destaque da partida foi a oposta Martinez, com 17 pontos, sendo 14 de ataque e três de bloqueio.

Pela mesma rodada, o Itambé/Minas (MG) derrotou o Fluminense por 3 a 0, com parciais de 25/20, 25/16 e 25/19, fora de casa. Também sem perder sets, o Curitiba Vôlei (PR) bateu o Valinhos Vôlei (SP), em casa, com parciais de 25/19, 25/17 e 25/17.

Já o Sesi Vôlei Bauru (SP) precisou jogar cinco sets para derrotar o Flamengo, com parciais de 25/19, 16/25, 25/11, 18/25 e 19/17. Da mesma forma, o Pinheiros venceu por 3 a 2 o São Caetano/São Cristóvão Saúde (SP) por 25/18, 25/23, 25/27, 26/28 e 15/13.

MASCULINO 

No outro naipe da Superliga, o Sesi-SP superou o América Vôlei, fora de casa, no ginásio Tancredo Neves, Montes Claros, pelo placar de 3 a 0, com parciais de 25/19, 26/24 e 25/23. O ponteiro Victor Cardoso, o Birigui, foi eleito o melhor jogador da partida. Ele foi o capitão da equipe, substituindo o levantador William, desfalque nesta noite. O jogo, atrasado, foi válido pela terceira rodada do returno.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiSuperliga Feminina de Vôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.