Vítor Silva/SSPress/Botafogo
Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Em crise financeira, Botafogo encerra time de vôlei e desiste da Superliga

Atual campeã da Superliga B, equipe carioca também abandona o Campeonato Estadual nas semifinais

Redação, Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2019 | 19h41

Em grave crise financeira, o Botafogo anunciou nesta quarta-feira a paralisação do seu projeto de vôlei. O clube de General Severiano estava participando do Campeonato Estadual e também estava inscrito para a disputa da Superliga Masculina, mas agora abandonou as disputas sob a alegação de estar em fase de "racionalização financeira".

"O Botafogo de Futebol e Regatas comunica que não irá disputar o Campeonato Estadual Adulto de Voleibol e a Superliga - cuja participação estava condicionada à captação de recursos, que não foram obtidos. Em momento de racionalização financeira, o Clube tentou até o último instante reunir condições para viabilizar a equipe. Por conta da política de austeridade implementada, em que as modalidades dos esportes gerais com grandes investimentos devem se rentabilizar, o projeto precisou ser encerrado", justifica.

O Botafogo entraria em campo nesta quarta-feira pelas semifinais do Campeonato Estadual para encarar o Campos, em duelo que valeria uma vaga na decisão contra o Sesc-RJ. Além disso, após vencer a última edição da Superliga B, o time iria participar do torneio da elite do vôlei nacional, marcado para começar em 9 de novembro.

A equipe, porém, vinha sofrendo com a grave crise financeira, o que provocou a saída de vários atletas antes mesmo do encerramento do projeto como os ponteiros Hugo e Leozinho e o levantador Pedro Teles. Ainda assim, seguia com nomes como o líbero Filipe, o oposto Lorena e o central Riad.

Segundo nota oficial, divulgada pelo clube presidido por Nelson Mufarrej, o Botafogo poderá reavaliar a decisão caso consiga um patrocínio para o vôlei no futuro - o projeto teve início em 2015.

"O Botafogo lamenta ter que tomar essa decisão e sabe do choque para atletas, comissão técnica e torcedores, mas entende que esse é o posicionamento necessário em virtude da situação financeira vivenciada atualmente. O Clube está se mobilizando para resolver os problemas existentes e entende que o projeto do voleibol alvinegro poderá ser reavaliado e retomado dentro de uma nova realidade, mas sempre condicionados à obtenção de recursos próprios", afirma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.