Orlando Bento/MTC
Orlando Bento/MTC

Em jogo atrasado, Cruzeiro supera Minas e mantém liderança na Superliga

Confronto havia sido adiado em razão do time mineiro estar disputando o Sul-Americano de Clubes

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2020 | 00h13

Em jogo atrasado, da sexta rodada do returno, o Sada Cruzeiro fez valer o domínio na Superliga masculina de vôlei e derrotou o Fiat/Minas, rival local, pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 25/17, 25/23 e 25/18, na Arena Minas, em Belo Horizonte (MG). O resultado desta quarta-feira manteve o Cruzeiro com boa vantagem na liderança.

A equipe segue em primeiro lugar, com 50 pontos, três acima do vice-líder EMS/Taubaté/Funvic. Já o Minas ocupa o sexto lugar, com 27. O jogo havia sido adiado em razão da participação vitoriosa do Cruzeiro no Sul-Americano de Clubes.

"Nosso conjunto funcionou muito bem hoje", avaliou o levantador Fernando Cachopa, do Cruzeiro e da seleção brasileira. "Jogamos bem taticamente e isso dificultou para o time deles. Sabemos que clássico é sempre difícil, jogamos aqui na casa deles, com o ginásio cheio, mas fizemos bem o nosso papel. Estudamos bem o adversário e conseguimos colocar em prática dentro de quadra."

Já o destaque do Minas, o ponteiro Honorato, atribuiu a derrota aos erros nas bolas altas. "Jogamos bem no passe e sacamos bem. Mas, para deixar o jogo um pouco mais parelho, faltou funcionar a bola alta. O Sada aproveitou bem os contra-ataques e a virada de bolas altas foi a nossa grande falha. Agora temos que evoluir porque sábado já temos um grande jogo contra Taubaté e temos que melhorar para fazer um bom jogo contra eles."

Na próxima rodada, o Minas vai encarar agora o vice-líder Taubaté, no sábado, diante de sua torcida. O Cruzeiro, por sua vez, jogará novamente em casa, contra o Apan Blumenau.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiSuperliga Masculina de Vôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.