Twitter Oficial / CBV
Twitter Oficial / CBV

Em preparação para 2ª fase do Mundial, seleção de vôlei faz 1º treino em Nagoya

Equipe estreia contra a Alemanha, que bateu o Brasil na Liga das Nações recentemente

Estadão Conteúdo

05 Outubro 2018 | 13h54

Depois de disputar a primeira fase do Mundial de Vôlei na cidade de Hamamatsu, a seleção brasileira feminina desembarcou em Nagoya nesta sexta-feira. E não perdeu tempo. Sob o comando de José Roberto Guimarães, a equipe já realizou seu primeiro treino na cidade, em preparação para a segunda fase.

A equipe do Brasil vai voltar à quadra na madrugada de domingo, à 1h25 (horário de Brasília) para enfrentar a Alemanha. As adversária seguintes serão as mexicanas, holandesas e japonesas.

A nova fase deve ser mais complicada para as brasileiras, que começarão a disputa na quarta colocação do Grupo E, porque os pontos são acumulados desde a fase anterior. Portanto, um tropeço no domingo poderá reduzir muito as chances de classificação do Brasil à terceira fase. Somente as três melhores seleções de cada uma das duas chaves vão avançar.

"Chegamos hoje em Nagoya para uma fase que será muito difícil. Todas as nossas partidas serão finais antecipadas. Fizemos o reconhecimento do novo ginásio e estamos muito felizes de estar aqui", disse a central Bia, já preocupada com o jogo contra a Alemanha.

"Elas têm grandes atacantes e fazem um jogo mais acelerado. Vamos estudar bastante o time delas e será necessário jogar muito bem taticamente. A nossa relação entre o bloqueio e a defesa também precisa funcionar", comentou.

Já a líbero Suelen lembrou que o Brasil foi batido pela Alemanha logo na estreia na Liga das Nações (antigo Grand Prix). "Estamos evoluindo a cada dia e temos nos dedicado bastante nos treinamentos. Esse ano fomos superadas pela Alemanha na estreia da Liga das Nações e sabemos que será um jogo difícil. O grupo está confiante e temos tudo para fazer uma boa partida", projetou a jogadora.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.