Márcio Mercante/CBV
Márcio Mercante/CBV

Em retorno de Ricardinho, Maringá perde do Sesc-RJ na Superliga

Aposentado há dois anos, levantador não teve sorte em sua volta para as quadras

Redação, O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2020 | 23h12

No jogo que marcou o retorno do levantador Ricardinho às quadras, o Denk Academy Maringá Vôlei (PR) não resistiu ao Sesc-RJ e foi derrotado por 3 sets a 0, com parciais de 25/12, 25/23 e 25/22, no Rio de Janeiro, pela terceira rodada do returno da Superliga masculina. O resultado desta quarta-feira ampliou a má fase do time paranaense. A partida, atrasada, foi disputada nesta noite porque o time carioca estava disputando a Copa Libertadores de vôlei.

O duelo desta quarta contou com o retorno de Ricardinho, campeão olímpico pela seleção brasileira. Ele estava aposentado há dois anos. Mas decidiu retornar para ajudar o clube paranaense, que vive dificuldades financeiras. A maior parte dos jogadores do elenco está com salários atrasados há meses.

A volta do levantador, de tão surpreendente, rendeu até o tradicional Troféu VivaVôlei, direcionado ao melhor jogador em campo. Ele foi dedicado a Ricardinho pelo técnico rival, Giovane Gávio.

"O Ricardo é um representante. O troféu é para toda a equipe, pelo que eles estão passando e segurando a onda de estar em uma situação muito difícil, com salário atrasado, poucos jogadores, atuando no limite e, mesmo assim, honrando e fazendo o melhor deles, lutando, se superando. É um gesto de reconhecimento porque esses atletas são importantes para todos nós", declarou Giovane.

Em resposta, Ricardinho dedicou o prêmio aos companheiros de time. "Primeiro, quero agradecer ao Giovane por essa homenagem. Eu recebi o troféu, mas é para todos esses guerreiros da nossa equipe. Nós vamos lutar até o último ponto, até não ter mais chance nenhuma dentro do campeonato. Só tenho a parabenizar e vou estar com esses jogadores até o final. Vamos nos unir cada vez mais para que não aconteça novamente o que vem acontecendo em Maringá", declarou o campeão olímpico em Atenas-2004 e medalhista de prata em Londres-2012.

O resultado desta noite deixou o Sesc mais perto do líder Sada Cruzeiro, que soma 44 pontos. A equipe carioca figura em quarto lugar, com 35. E o time de Maringá ocupa o oitavo posto, com apenas 17 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiSuperliga Masculina de Vôlei

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.