Escadinha já pensa em Pirituba

Um dos atletas que mais se emocionaram com a conquista do Mundial de Vôlei na Argentina, no domingo, foi o líbero Escadinha, que chorou muito em quadra. ?Todo aquele filme da minha vida passou pela cabeça. Mas sei que nenhum jogo será mais difícil do que tudo por que já passei na minha vida?, disse o jogador, que teve uma infância humilde em Pirituba, bairro da Zona Oeste da capital.Hoje, a realidade é outra e a rotina do atleta mudou radicalmente. ?Ganhar um título é muito, muito difícil. Só nós que estamos lá sabemos o que passamos. Dói muito ficar longe da família, porque não são só os jogos, mas os treinamentos longe de casa. Mentalmente você fica acabado, mas vale a pena.?Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.