JF Diorio/Estadão - 21/9/2000
JF Diorio/Estadão - 21/9/2000

Ex-técnico, Radamés Lattari volta à CBV como diretor

Treinador que antecedeu Bernardinho está ligado à parte de evento da entidade

Agência Estado

14 de janeiro de 2014 | 19h09

RIO - A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) anunciou nesta terça-feira o retorno de Radamés Lattari ao seu quadro de funcionários. Mas o treinador que antecedeu Bernardinho na seleção masculina está afastado dos trabalhos na beira da quadra e agora exercerá a função de diretor de eventos na confederação.

Lattari, de 56 anos, trabalhou na seleção brasileira durante todo o ciclo olímpico dos Jogos de Sydney, em 2000. Eliminado pela Argentina nas quartas de final com um time que tinha Tande, Giovane, Carlão, Nalbert e Giba, acabou substituído por Bernardinho. Em 2011, ajudou a montar o time do RJX, como superintendente. Entre 2002 e 2003, foi diretor-executivo de futebol do Flamengo.

A contratação de Lattari faz parte de uma mudança no organograma da entidade. Marcos Pina segue como superintendente geral da CVB, trabalhando com os também diretores Paulo Márcio (seleções), Marcelo Wrangler (vôlei de praia), Renato D'Avila (competições nacionais) e Carlos Luiz Martins (relações externas).

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiRadamés Lattari

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.