Fernanda Venturini acerta com Murcia e volta às quadras

Fernanda Venturini, que se despediu do vôlei em maio de 2006 com o título de campeã da Superliga pelo Rexona/Ades, decidiu nesta quinta-feira voltar às quadras pelo time espanhol Grupo 2002 Murcia. "Recebi um convite do presidente da equipe de Murcia, da Espanha, para voltar a jogar. Tive que dar uma resposta quase que imediata, pois as inscrições das jogadoras se encerravam no dia 31", comentou Fernanda. "A minha contratação visa ajudar a equipe a sair de uma situação difícil, ganhar o campeonato espanhol e conseguir a classificação para o Europeu." O acordo entre Fernanda, de 36 anos, e o Murcia terrá duração curta, até o dia 10 de maio, e a levantadora disputará três torneios: a Copa da Rainha, o Campeonato Espanhol e a Copa da Europa. O maior estímulo para Fernanda voltar às quadras é disputar o torneio europeu, uma novidade para as mulheres brasileiras do vôlei. "Decidi aceitar o desafio porque o campeonato já está numa fase decisiva, mais gostoso de jogar. Além disso, vou ficar lá só por três meses. A cidade é agradável, litorânea, não faz muito frio. E depois de muitos anos de carreira, será a primeira vez que vou jogar no exterior", analisou. "Sempre recebi convites, mas optava por ficar no Brasil." O Murcia está montando uma verdadeira seleção. Além de Sokolova, destaque da Rússia, campeã mundial no ano passado, no Japão, o time tem a polonesa Malgorzata Glinka, a dominicana Annerys Vargas e a norte-americana Nancy Metcalf, e hoje está em segundo lugar no Campeonato Espanhol. Atualizado às 19h20

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.