Tasso Marcelo/AE - 03/6/2011
Tasso Marcelo/AE - 03/6/2011

FIVB descarta uso de tecnologia no vôlei em Londres

Entidade explica que novidade só poderá ser aplicada após congresso, em setembro

AE, Agência Estado

15 de fevereiro de 2012 | 11h45

LAUSANNE - A Federação Internacional de Voleibol (FIVB) negou nesta quarta-feira que disponibilizará o uso de tecnologia para as partidas de vôlei na Olimpíada de Londres. De acordo com a entidade, a mudança de regra precisa ser aprovada em um de seus congressos e o próximo acontecerá apenas em setembro, nos Estados Unidos, mais de um mês após o término dos Jogos.

Apesar disso, a FIVB admitiu que está estudando a inserção de tecnologia no esporte. A entidade revelou que o sistema, diferente do Hawkeye, que é adotado no tênis, será testado nas finais do Campeonato Europeu, em março. A mudança possibilitará que o capitão de uma equipe desafie duas decisões da arbitragem por set. Quando isso acontecer, o segundo árbitro terá que checar o replay para tomar a decisão final.

"A FIVB continua discutindo e explorando a possibilidade do uso de um sistema de replay com potencial para implementação em um estágio futuro", disse o vice-presidente executivo da entidade, André Meyer. "No entanto, nenhuma decisão foi tomada, já que as avaliações ainda estão acontecendo. Uma coisa é certa, não implementaremos o sistema em Londres por conta do tempo", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.