'Foi um bom teste', diz Serginho após reestreia na seleção de vôlei

Aposentado da seleção brasileira masculina de vôlei, o líbero Serginho está de volta à equipe. Nesta sexta-feira, ele fez sua reestreia na vitória do Brasil sobre a Sérvia, por 3 sets a 2, em Belo Horizonte, na estreia do time na Liga Mundial de Vôlei. O veterano de 39 anos minimizou o placar apertado.

Estadão Conteúdo

29 de maio de 2015 | 18h33

"As pessoas falam que 3 sets a 2 é sofrido, mas na verdade foi bom. Foi um bom teste. Jogar uma partida como essa logo na estreia, contra um grande time como a Sérvia é sempre importante. Eles sacaram muito bem, consegui segurar, e acho que passar por um 3 a 2 e vencer é importantíssimo. Foi um saldo bom, bastante positivo", opinou o líbero.

Já o ponta Lipe falou sobre a inconstância do Brasil no jogo e avaliou isso como normal. "Hoje (sexta) foi apenas o primeiro jogo. Treinamos em um ritmo muito bom desde o início da fase, mas treino é sempre muito diferente. Tem coisas que vem no automático e, no meio do jogo, as vezes faltam essas bolas. Por isso, foi muito importante começar o campeonato com uma vitória contra um time forte como a Sérvia."

Substituto de Bruninho, que chegou depois dos companheiros aos treinos, o levantador Rapha também saiu satisfeito com a vitória. Ele ressalta que o time não vai tirar o pé (ou a mão) porque já está classificado para a fase final da Liga, como país sede.

"O melhor entrosamento virá com as partidas, com o ritmo de jogo e isso vem naturalmente. Estar classificado não significa que não vamos dar o máximo o tempo todo, porque isso é impossível na seleção brasileira. Mas vamos melhorar ainda mais para alcançar o objetivo que queremos, que é chegar bem na fase final."

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiLiga MundialSerginho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.