Nelson Almeida/AFP
Nelson Almeida/AFP

França vence Sérvia e define duelo entre Brasil e EUA na semi da Liga Mundial

Franceses garantem o primeiro lugar do Grupo K e terão o Canadá pela frente

Estadao Conteudo

06 de julho de 2017 | 20h42

A França derrotou a Sérvia por 3 sets a 2, com parciais de 25/21, 25/20, 17/25, 18/25 e 15/11, nesta quinta-feira, e definiu os confrontos das semifinais da fase final da Liga Mundial. Com o resultado, a seleção brasileira de vôlei vai enfrentar os Estados Unidos na briga por um lugar na grande decisão do torneio.

Ao vencer os sérvios, os franceses garantiram o primeiro lugar do Grupo K. Assim, vão duelar automaticamente com o segundo colocado do Grupo J, que é o Canadá. Como a Sérvia foi eliminada com este resultado, restou ao Brasil enfrentar os Estados Unidos, que terminaram na segunda colocação desta chave.

Os dois confrontos das semifinais serão realizados nesta sexta-feira, novamente na Arena da Baixada, estádio do Atlético Paranaense, em Curitiba. O Brasil vai abrir o dia ao enfrentar os norte-americanos às 15h05. Na sequência, às 17h10, franceses e canadenses vão duelar na quadra montada sobre o gramado sintético da arena.

Para assegurar a primeira colocação da sua chave, a França sofreu mais do que esperava nesta quinta. Abriu 2 sets a 0 e parecia encaminhar a vitória com facilidade. No entanto, oscilou muitos nas duas parciais seguintes e cedeu o empate.

Os sérvios cresceram em quadra, mesmo já sabendo que não teriam mais chances de classificação. Porém, no tie-break, a França "voltou" para o jogo e sacramentou a vitória. Stephen Boyer foi o maior destaque da partida, ao anotar 21 pontos para os franceses. Earvin Ngapeth contribuiu com 14.

Pelo lado da Sérvia, os maiores pontuadores foram Nemanja Petric e Aleksandar Atanasijevic, ambos com 18 acertos na partida.

Tudo o que sabemos sobre:
Liga MundialvôleiFrançaSérvia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.