Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Giba diz que espera poder agradecer os EUA por 'tapa na cara'

No embarque em Cumbica, capitão da seleção brasileira afirma que quer transformar derrota em momento feliz

Redação,

30 de julho de 2008 | 15h25

A seleção brasileira masculina de vôlei embarcou na noite desta terça-feira para o Canadá, onde ficará apenas um dia antes de seguir para Tóquio, no Japão, local em que fará um período de aclimatação de cinco dias antes de chegar a Pequim para a disputa dos Jogos Olímpicos. O Brasil defenderá na competição a medalha de ouro conquistada em Atenas-2004.No embarque da delegação no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, o capitão Giba afirmou que espera transformar em um momento feliz o "tapa na cara" que a equipe levou na Liga Mundial. "Espero que a gente possa falar muito obrigado aos Estados Unidos", afirmou.O Brasil foi derrotado por 3 sets a 0 pelos EUA no último sábado no Rio de Janeiro na semifinal da Liga Mundial e perdeu a chance de conquistar a competição pela sexta vez consecutiva e pela oitava vez na história. No domingo, a seleção foi superada pela Rússia por 3 a 1 e pela primeira vez na 'era Bernardinho' ficou fora do pódio de um torneio.O técnico Bernardinho, por sua vez, mostra preocupação com a confiança dos rivais nas Olimpíadas, que agora sabem que o Brasil não é imbatível. "Agora eles sabem que podem", lamentou.Nos Jogos de Pequim, a seleção brasileira de vôlei masculino faz a sua estréia no dia 10 contra o Egito. Na seqüência, enfrenta Sérvia, Rússia, Polônia e Alemanha. Um novo encontro contra os Estados Unidos pode acontecer já nas quartas-de-final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.