Ida volta ao vôlei de praia

A jogadora de vôlei Ida trocará as quadras pela praia. Vice-campeã brasileira pelo Vasco, a jogadora de 36 anos deixa o time carioca com quatro meses de salário atrasado para fazer dupla com Adriana Bento, 31. ?A última notícia que tive é que o Eurico (Miranda) chamaria os atletas para renegociar, mas isso antes da Polícia Federal aparecer por lá. No meu caso e no de muitos outros atletas, a situação ficou muito difícil porque as nossas contas têm data para vencer?, disse.A questão financeira, no entanto, não foi o único motivo que a levou a desistir do vôlei de quadra. ?Já estava cansada. Na quadra é tudo muito sistemático. É hora para acordar, para almoçar, para dormir. Chega uma hora que acaba a paciência. Eu não agüentava mais.?Agora, na praia, a atleta diz ter um pouco mais de liberdade apesar de ter aumentado também a responsabilidade. ?Nós é que decidimos a nossa rotina, mas não podemos nos enganar senão não chegaremos a lugar nenhum?, diz Ida.Afastada das praias desde 1996, quando fez parceria com Kika e com Gerusa, Ida diz que ainda tem muito a aprender e exige bastante da nova professora. ?Ela gosta de aprender, é muito detalhista. Ela quer perfeição e cobra de mim. Tenho que ficar chamando atenção quando ela faz alguma coisa errada, senão ela briga comigo?, ressalta Adriana Bento, que já chegou a atuar ao lado da campeã olímpica Jaqueline.Adriana estava sem parceira desde que desmanchou a dupla que formava com Patrícia. ?Não estávamos obtendo um bom resultado e resolvemos encerrar. A Patrícia ainda é muito jovem. Tem 23 anos. Tem um ótimo potencial, salta quase um metro do chão, mas ainda faltam uns dois anos para ela ficar a vontade com tudo isso?, diz Adriana.A nova dupla está treinando desde a última semana na Arena do Parque Villa-Lobos, em São Paulo. A estrutura ainda não é a esperada, mas no início do próximo mês elas já disputam a primeira etapa do Campeonato Brasileiro. ? Hoje só temos colaboradores na nossa equipe. É o caso até do Domingos Maracanã, que vem auxiliando a gente nos treinamentos. Temos mais um mês para treinar. Até lá, a Ida já estará bem adaptada e a dupla bem entrosada?, comenta Adriana. ?Vamos lutar para ficar no bolo das melhores do Brasil e quem sabe, disputar até uma Olimpíada. Quem não tem esse sonho??, indaga Ida, que já representou o Brasil em três delas, Los Angeles 84, Barcelona 92 e Atlanta 96.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.