Divulgação/CBV
Divulgação/CBV

Joinville bate São Bernardo e adia definição da série

Equipe de Santa Catarina vence em casa e classificado à semifinal será definido na terceira partida

Agencia Estado

24 de março de 2009 | 21h57

O Unisul/Joinville (SC) fez o que precisava na noite desta terça-feira para evitar sua eliminação nos playoffs da Superliga masculina de vôlei. Em casa, a equipe catarinense teve uma grande atuação e venceu o Santander/São Bernardo (SP) por 3 sets a 0, com parciais de 31/29, 25/18 e 25/19. Após 1h36 de disputa, o Joinville conseguiu empatar a série melhor-de-três por 1 a 1, adiando a definição do classificado às semifinais.

Mesmo jogando em casa, a partida prometia ser complicada, já que o técnico Giovane Gávio optou por deixar dois jogadores importantes de fora do jogo: o levantador Marcelinho, medalha de prata na Olimpíada de Pequim, e o ponteiro Roca. A decisão foi justificada pelo ex-jogador e agora treinador. "Temos 15 jogadores no elenco e os 12 melhores estavam selecionados para este jogo. Esta é nossa filosofia de trabalho", assinalou.

Sem Marcelinho e Roca, o oposto Anderson aproveitou para se destacar no ataque do Joinville. Junto com o ponteiro João Paulo, ele foi um dos destaques do time, que não começou bem a partida. No primeiro set, o São Bernardo chegou a abrir 16 a 9, mas o time catarinense reagiu e conseguiu vencer a parcial. Já no segundo set os papéis se inverteram e a equipe paulista começou a ser dominada pelos anfitriões, que mantiveram o ritmo e fecharam mais uma parcial, selando depois a vitória no terceiro set.

"Sem dúvida a equipe reverteu uma situação bastante desfavorável. Mostramos muita coragem e determinação para buscar o resultado de hoje (terça-feira). Bola o time sempre teve. Agora, vamos tentar manter essa mentalidade para decidir a vaga no último jogo. Temos que nos doar como nos doamos aqui. Se isso irá nos dar a vitória, não sabemos", disse o técnico Giovane ao final do confronto.

Agora, as equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado, às 17 horas (de Brasília), desta vez em São Bernardo do Campo (SP). Quem vencer a partida fecha a série por 2 a 1 e fica com a vaga nas semifinais da Superliga masculina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.