Valentyn Ogirenko/Reuters
Valentyn Ogirenko/Reuters

José Roberto Guimarães exalta desempenho da seleção feminina nos bloqueios na Liga das Nações

Equipe mostrou eficiência nos bloqueios e no ataque para vitória tranquila, por 3 sets a 0, sobre a Polônia

Redação, Estadão Conteúdo

03 de junho de 2022 | 08h54

Técnico da seleção brasileira feminina de vôlei, José Roberto Guimarães exaltou a eficiência da equipe no bloqueio durante a vitória contra a Polônia por 3 sets a 0, pela Liga das Nações, em partida realizada na quinta-feira, em Bossier City, nos Estados Unidos.

O treinador elogiou também o poderio do saque brasileiro e ressaltou a importância da competição para as jovens promessas, que começam a ganhar experiência em uma equipe acostumada a brigar por títulos.

"A Polônia é um time que tem muitas qualidades técnicas, com jogadoras que atuam no voleibol europeu. Nosso bloqueio teve uma boa atuação com 12 pontos e nos ajudou em momentos decisivos. Nosso saque também foi eficiente e quebrou o passe da Polônia em momentos importantes. Gostei também da nossa concentração. Agora é pensar na República Dominicana e tudo isso é uma experiência para as jogadoras mais jovens", disse José Roberto Guimarães.

A central Carol deu sequência à análise do treinador. Ela foi o grande destaque da seleção brasileira, com sete pontos de bloqueio e sendo a maior pontuadora da equipe, com 15 acertos. A oposto Lorena, a ponteira Julia Bergmann e a central Diana também tiveram boas atuações nesta quinta-feira.

"Estou muito feliz com o desempenho do nosso time na competição. Estamos entendendo bem o jogo, nos ajustando e a comunicação tem fluído. Temos muito o que evoluir, mas essa vitória foi muito importante. Fico feliz de ter contribuído com a equipe e ver o nosso bloqueio funcionando é gratificante. Trabalhamos todos os dias para isso", citou Carol.

Como Zé Roberto adiantou, o Brasil volta à quadra nesta sexta-feira, às 19h, contra a República Dominicana. A equipe brasileira está na liderança do torneio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.