Juciely brilha no bloqueio e Brasil reage no Grand Prix com massacre sobre Japão

Com atuação inspirada de Juciely, a seleção brasileira feminina se recuperou do baque sofrido na derrota para a Rússia e reagiu no Grand Prix de vôlei com uma vitória arrasadora sobre o Japão, em Omaha, nos Estados Unidos. Nesta sexta-feira, as brasileiras venceram por 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/23 e 25/16, e se recuperaram na fase final.

Estadão Conteúdo

24 de julho de 2015 | 19h13

O triunfo por sets diretos era necessário para manter as chances de o Brasil buscar seu 11º título da competição. Depois de levar 3 a 0 para a Rússia e ter dificuldades com a China, a seleção brasileira ocupa o terceiro lugar da fase final, disputada em pontos corridos. Apesar do triunfo, o Brasil ainda torce por uma combinação de resultados para ter chance de se sagrar campeão no domingo.

Para tanto, o time comandado por Paulo Coco contou com grande atuação de Juciely, maior pontuadora da partida. Ela anotou 19 pontos e foi responsável por oito dos 15 pontos conquistados pelo bloqueio brasileiro nesta sexta. Carol e Natália contribuíram com 13 pontos cada.

A equipe mista da seleção teve ainda Dani Lins, Monique, Gabi e a líbero Leia - as principais titulares defendem o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, sob o comando de José Roberto Guimarães.

Nesta sexta, Juciely desequilibrou a partida nos momentos em que o Japão tentava equilibrar as ações, como aconteceu no início da partida. As japonesas chegaram a liderar o placar, por 8/7. Até que o Brasil virou para 14/13 e, embalado pelos bloqueios, manteve a ponta até fechar o set.

A segunda parcial teve mais equilíbrio, graças em parte aos vacilos na defesa. O time brasileiro caiu um pouco de rendimento porque estava mais à vontade em quadra. Havia entrado na partida sob pressão, em função da derrota para a Rússia. E o triunfo no primeiro set deixou as jogadores mais tranquilas em quadra. Mesmo assim, o time teve Eram cinco set points para fechar a parcial.

O terceiro set foi o mais fácil de todos. A seleção deslanchou logo no início e chegou a ostentar 20/09 no placar. As japonesas reduziram a diferença, mas não puderam evitar a contundente vitória das brasileiras, que vão enfrentar os Estados Unidos no sábado e a Itália, no domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
vôleiGrand PrixBrasilJapão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.