Divulgação
Divulgação

Juliana é eleita a melhor atleta de vôlei de praia em 2009

Parceira de Larissa ganha troféu da FIVB e dá a volta por cima após contusão que sofreu no ano passado

30 de setembro de 2009 | 20h43

Após a decepção de ter ficado fora dos Jogos Olímpicos de 2008, devido a uma grave lesão no joelho, Juliana deu a volta por cima em 2009 e foi eleita pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB) a melhor atleta do mundo no vôlei de praia na temporada. Ao lado da parceira Larissa, ela conquistou o título do Circuito Mundial pela quarta vez na carreira.

"Se alguém me perguntasse, logo que sofri a decepção de ficar fora de Pequim, se eu imaginava que tudo o que estou vivendo agora seria possível, acho que responderia que eu ia trabalhar muito para isso. Mas não podia ter a certeza de que ganharia o título mundial do ano, bateria recordes e ainda seria eleita a melhor da temporada", declarou a jogadora.

Juliana ficou oito meses afastada das quadras e só voltou a jogar em março. Mesmo assim, a parceria conseguiu conquistar oito etapas do Circuito Mundial, algo inédito na história.

"Eu olho para trás, lembro das horas de fisioterapia, do quanto batalhei para voltar a jogar e só tenho a agradecer a Larissa, por acreditar em mim, à comissão técnica, que me incentivou e me apoiou todos os dias, e ao meu patrocinador Supergasbras, que esteve ao meu lado incondicionalmente. Isso sem falar na minha família e nos meus amigos que também não me deixaram desanimar", disse a atleta.

Larissa, que ganhou este mesmo prêmio em 2006, não poupou elogios à parceira. "Juliana merece tudo isso. Foi triste ver que o nosso sonho de jogar juntas a Olimpíada teve um fim antes mesmo de começar em Pequim, mas ele não acabou. O sonho continua. Juliana não esteve ao meu lado, no ano passado, para defender o Brasil, mas vou dar o meu melhor para que isso seja possível em Londres (2012)", destacou.

Tudo o que sabemos sobre:
Juliana e Larissavôlei de praiaFIVB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.