Levantadora Macris celebra primeira chance na seleção de vôlei

O pedido de dispensa de Fabíola obrigou o técnico José Roberto Guimarães a procurar uma nova levantadora reserva para Dani Lins na seleção brasileira. O treinador resolveu apostar em Macris, de 26 anos, eleita a melhor da posição nas últimas duas edições da Superliga a serviço do Pinheiros.

Estadão Conteúdo

27 de junho de 2015 | 14h17

Nos amistosos contra o Japão, Macris fez sua estreia na seleção brasileira. Agora, vive a expectativa de jogar pela primeira vez no Grand Prix. A levantadora está em Arnhem, na Holanda, com a equipe que faz escala na Europa antes de partir para a Tailândia, onde abre o Grand Prix no próximo fim de semana. Ela nunca havia viajado para fora do País.

"Essa temporada na seleção está sendo maravilhosa. Procuro aprender e aproveitar cada momento. Quero crescer como jogadora e essa bagagem do dia a dia na seleção será muito importante para isso. É período de muito aprendizado. O Zé Roberto enriquece o meu repertório", diz Macris.

A levantadora tem sido elogiada por Zé Roberto. "A Macris está mostrando o seu potencial no dia a dia dos treinamentos e nos jogos. Ela é rápida, defende bem, tem um bom saque e posicionamento. É uma levantadora interessante e que gosta de treinar."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.