Líder da Ulbra, Joel esbanja humildade

Ele só foi convocado uma vez para a seleção brasileira, mas não disputou a Copa América, em 1999, como titular. Tem 30 anos e ?apenas? 1m84. Na estatística do melhores levantadores da Superliga é somente o sexto colocado entre dez ranqueados. E mesmo assim, na temporada de estréia como primeiro levantador de um time de ponta, disputa o título brasileiro contra o Telemig/Minas, a equipe do seu ídolo Maurício. Esse é Joel Perosa, o comandante da Ulbra, de Canoas, que busca o tricampeonato. "Sempre achei o Maurício e o Vullo (o italiano Fabio Vullo, do Sisley Treviso, que disputa o título da Itália contra o Asytel Milano) os melhores levantadores do mundo", declara. "Eu não me preocupo com seleção e nem em ser melhor que os outros. Faço o meu trabalho."Joel diz não se incomodar com o pouco reconhecimento na carreira. Explica que seu estímulo é ganhar os jogos e mais nada. Estatística? Não se baseia nos números da Superliga por achar que no caso dos levantadores, a apuração não é precisa. "O levantamento pode ser perfeito mas se o atacante não botar a bola no chão, é computado como erro de levantamento também", observa ao dar o exemplo do último jogo. Das suas 105 ações, 49 foram excelentes, obtendo 46,66% de aproveitamento. Maurício, o melhor da temporada, teve 44 das 86 ações excelentes e 51,16% de eficiência. "E ainda assim a Ulbra venceu o jogo."Descoberto por Bebeto de Freitas, em 1988 no extinto Chapecó, Joel esteve na Ulbra durante as conquistas de 1997/1998 e 1998/1999, porém, como reserva de Weber. "Essa é a minha chance de fazer de fato parte da história do clube."A Ulbra está em desvantagem na disputa do título, em série melhor-de-cinco jogos (1 a 2). O próximo confronto será na quinta-feira, em Porto Alegre. O Minas é o atual campeão e busca o recorde de cinco títulos nacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.